Morta pelo ex com tiro na testa pensou em comprar arma para se defender das ameaças, diz família



Arma de Fogo é na Pantanal Armas de Fogo



Suporte via whatsapp!


Eusébia Clara Leite Pereira, 26, conhecida como Clara Bianca, assassinada pelo ex-marido nesta quinta-feira (26) em Água Clara, cidade a 192 quilômetros de Campo Grande, estaria recebendo ameaças de morte de Guga depois do fim do relacionamento, segundo familiares da jovem morta com um tiro na testa.

Os familiares ainda contaram que Clara estava pensando em comprar uma arma para se defender das ameaças do ex-marido, que vivia indo a sua casa na tentativa de reatar o relacionamento que mantiveram por 1 ano. Ainda segundo relatos da família para o site Fatos Regionais, Guga era muito ciumento e psicopata.

O crime aconteceu nesta quinta (26), quando Guga foi até a casa de Clara Bianca e o casal começou a discutir, momento em que o homem fez um disparo contra a testa da vítima que morreu no local. Testemunhas contaram aos policiais, que a mãe do autor teria ajudado na fuga dirigindo um veículo Fiat Strada.

Uma amiga de Clara disse que ela era uma menina, uma mulher como todas nós. “Dividimos nossa adolescência juntas, ela era minha amiga e melhor amiga da minha irmã, ela era como da família era de casa. Íamos à catequese juntas, nos acampamentos da família, todos ela estava. Cresceu, tornou-se mãe e mulher. Pensa em uma menina doce. Ahhh Bia, não sei como alguém pode matar por amar. Isso não é amor”, disse a amiga.

Após a separação, Clara estaria morando ao lado da casa da mãe, no Jardim Nova Água Clara. No quarto, os dois teriam tido uma discussão, quando Gugu, deu um tiro com uma pistola na testa da jovem que morreu no local.

 




Lanterna Tática SFX

A Lanterna Tática SFX foi construída por especialistas em artefatos militares. Você só encontrará estas tecnologias na SFX e em nenhuma outra lanterna. As maiores autoridades em segurança utilizam a nossa tecnologia por ser Única, Incrível e Poderosa.

Lanterna Tatica

-
× Como posso te ajudar?